Seminário

13 de maio de 2018

Atualmente os museus emanam um sentido especialmente criativo e participativo. Em tantos lugares do mundo percebemos como novas árvores de conhecimentos, imagens, sons, representações antigas e presentes vêm sendo difundidas pelos museus. As informações nos chegam por meio de uma linguagem sistêmica, sensível e inovadora. Os museus se reafirmam como sendo um lugar para surpreender-se. Onde se realizam encontros, perguntas. Onde se assombra, se descobre, se alegra. Um lugar onde o mundo se revela, onde nos revelamos. Dia a dia vemos como estes espaços se tornam mais interativos e colaborativos, assumindo formatos laboratoriais para experimentação e criação voltados para a transformação do sujeito e também do mundo.

Com isso em mente, O I Seminário Museu, Cidade e Memória Afetiva buscou expandir essas transformações por meio da reflexão e da criação, onde o corpo e os sentidos são convidados a experimentar o espaço urbano como um ambiente museológico atravessado por narrativas cotidianas, cujos vínculos afetivos e socioculturais compõem as memórias íntimas e desconhecidas da cidade.
O Seminário foi a primeira ação do projeto Muma e teve como objetivo criar um espaço onde ocorressem encontros, estimulando descobertas, reflexões, vivências e desvelamentos do patrimônio material, imaterial e natural da cidade.

Link: https://youtu.be/1Sx0u85aHVM?si=tJIklsmvMrJ42Zky